Notícia

CACINOR JOVEM REALIZA PRIMEIRA REUNIÃO EM FORMATO DE NÚCLEO MULTISETORIAL

quinta, 05 de abril de 2018
CACINOR JOVEM REALIZA PRIMEIRA REUNIÃO EM FORMATO DE NÚCLEO MULTISETORIAL

Na última quinta-feira (29/03), cerca de 30 jovens lideranças das regiões norte e noroeste do Estado estiveram reunidos para a primeira reunião da CACINOR Jovem em Maringá. O encontro foi comandado pelo Vice-Presidente do Conselho Jovem Regional da CACINOR, Anderson Matos. 
O grupo formado por jovens empresários das cidades filiadas à Coordenadoria marcaram presença na reunião que dá início ao novo modelo de trabalho, no formato de núcleo multisetorial.
Os núcleos são formados por empresários de pequenas e médias empresas, do mesmo segmento ou multisetorial, que se reúnem para, mais facilmente, discutir, trocar ideias e procurar soluções para seus problemas comuns. Pelo novo formato, os grupos objetivam melhorias nas próprias empresas, a quebra do isolamento entre os empresários e permitem comparações e aprendizado permanente, além de, contribuir para a formação de lideranças e disseminação da cultura associativista, colaborando assim para a melhoria continua de seus negócios.
Durante os trabalhos os jovens acompanharam uma breve apresentação do histórico institucional da CACINOR Jovem, integrado ao sistema associativista, conheceram o planejamento estratégico do grupo e ainda participaram de um bate papo com o empresário Jair Ferrari. O empreendedor, com formação técnico agrícola que venceu o prêmio Empresário da ACIM em 2012 e é um dos sócios da Ferrari & Zagatto e Cia Ltda, empresa que atua há 24 anos com insumos agrícolas e tem sete filiais na região. Ele também é sócio da Fort Green Comercial Agrícola Ltda, indústria de fertilizantes localizada em Paiçandu, Região Metropolitana de Maringá.
Segundo o Presidente da CACINOR Jovem, Anderson Matos, o encontro foi um sucesso e atingiu seu objetivo: "Acredito que estamos no caminho certo. Este novo formato de trabalho possibilitará a participação de mais jovens no movimento associativo, aumentando a representatividade e assim conseguiremos chegar às cidades que hoje não possuem conselho/núcleo jovem ativo. Num segundo momento, quando a base estiver forte e as cidades preparadas e interessadas, começaremos os trabalhos para criação de possíveis conselhos/núcleos aumentando a credibilidade e realizando um trabalho focado em cada município."

Fonte: CACINOR